aerOPOrto


Aeroporto do Porto atingiu hoje os 10 milhões de passageiros
6 dezembro 2017, 23:56
Filed under: OPO, Porto

ANA_B

Pela primeira vez na sua história, o Aeroporto do Porto atingiu hoje a marca dos 10 milhões de passageiros (MPA), esperando-se que o registo final deste ano se fique entre os 10.7 e os 10.8MPA. O marco foi registado com uma cerimónia que contou com a presença de dirigentes locais, do Governo e da ANA Aeroportos, entre outros.

Posicionar o Francisco Sá Carneiro no grupo de aeroportos com >10MPA era há muito um objetivo da ANA e da região, não só pelo grande volume de passageiros diários que isso implica, mas principalmente porque permite posicionar o aeroporto num patamar superior onde pode aspirar a grandes rotas, nomeadamente de longo curso.

Por outro lado, a maior procura coloca pressão na infraestrutura, o que nesta altura já obriga a trabalhos de aumento de capacidade. No lado terra, as obras no filtro de segurança, principal bottleneck do aeroporto, já estão em curso e deverão estar concluídas no próximo ano, permitindo aumentar muito significativamente a capacidade do aeroporto. Também o sistema de processamento de bagagens será melhorado, por forma a retomar os níveis de serviço que a ANA está obrigada a cumprir. No lado ar, as obras de prolongamento do taxiway fox deverão começar em 2018, com o concurso a ser lançado nos próximos meses.

A ANA confia que com as medidas acima mencionadas não haverão problemas de capacidade e voltou a afirmar-se otimista em relação ao futuro. A previsão oficial para 2018, calculada em Agosto e utilizada para avaliar a atualização das taxas aeroportuárias, é de 11.4MPA, sendo o objectivo a médio prazo os 16MPA. Para atingir estas metas e continuar a crescer, o presidente da ANA anunciou hoje que o plano de incentivos às companhias aéreas está a ser revisto com o objectivo de ser mais atractivo. Relembre-se que o plano já tinha sido revisto em 2014, tornando-se mais agressivo nos descontos e premiando rotas com segmentos de >3h e >6h. Não foram divulgados detalhes desta nova revisão, ainda assim, convém recordar que no atual modelo de regulação de taxas o gestor aeroportuário só está autorizado a aumentar a receita por passageiro da infraestructura se houver crescimento de tráfego. E com as receitas reguladas anuais do Sá Carneiro a rondar os 100.000.000€, bem acima do registado em 2014, não é difícil ver como o efeito duplo de aumento de tráfego e de taxas permite ao gestor uma margem reforçada para apostar no departamento comercial.

Planeamento cuidado, liderança regional, agressividade comercial, qualidade de serviço e flexibilidade operacional foram a fórmula de sucesso dos últimos anos. Costuma-se dizer que em equipa que ganha não se mexe, e parece ser essa também a abordagem ANA. A aviação é um negócio instável e muito sensível a pequenas mudanças na procura, sendo sempre recomendável alguma precaução nas previsões, no entanto o panorama atual é positivo e inspira confiança no futuro do principal aeroporto do Noroeste peninsular.

ANA_10MPA

Anúncios


Wizzair vai voar para Katowice a partir de Junho
28 novembro 2017, 09:50
Filed under: Katowice, KTW, Novas rotas, OPO, Porto, Verão IATA S18, Wizz Air

W6_B

A Wizzair anunciou o inicio de uma operação regular entre o Porto e Katowice, na Polónia, com 2 frequências semanais (2ªf e 6ªf). Os voos arrancam no dia 18 de Junho e aumentam para 4 o número de rotas diretas da companhia no Francisco Sá Carneiro, sendo que 3 dessas são para a Polónia.

O aeroporto de Katowice situa-se numa das regiões mais densamente povoadas da Polónia e acolhe uma das maiores bases da Wizzair no continente. Por outro lado, a sua área de influência encontra-se dentro do triângulo Varsóvia-Wroclaw-Cracóvia, as 3 cidades polacas com operações regulares para o Porto. No caso de Cracóvia a distância é inferior a 100km, embora Katowice seja a base Wizzair naquela zona enquanto Cracóvia o é para a Ryanair.

Com a incorporação desta nova rota, a Wizzair mantém a estratégia de cobertura territorial com poucas frequências em detrimento de mais voos nas rotas existentes. Continua-se a verificar também como os destinos escolhidos replicam as escolhas feitas pela companhia em Lisboa cerca de 1 ano antes, mas sem sobrepor dias de operação (por exemplo, programa Porto-Varsóvia às 2ªf e 5ªf, e Lisboa-Varsóvia às 3ªf e Sábados). Seguindo essa lógica, o seguinte passo seria abrir Gdansk também no Porto, o que lhe permitiria quase fechar a cobertura territorial básica da Polónia ao mesmo tempo que serviria o maior aeroporto daquele país sem voos para o Francisco Sá Carneiro.

23916402_1505333332877414_1636708970221244693_o

Anuncio da rota Porto-Katowice juntamente com outras 10. Foto: Wizzair

Porto – Katowice
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
18 Jun. – – – – 1 – – – 5 – – 18:55 23:25 W6 1195 Airbus 320
Katowice – Porto
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
18 Jun. – – – – 1 – – – 5 – – 15:35 18:20 W6 1195 Airbus 320

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais



Aegean anuncia voos diretos Porto-Atenas para 2018
10 novembro 2017, 10:45
Filed under: Aegean, Atenas, ATH, Novas rotas, OPO, Porto, Sazonais, Star Alliance

A3_B

A transportadora grega Aegean anunciou que o Porto será um dos seus novos destinos à partida de Atenas para o Verão de 2018. A operação será sazonal, entre os meses de Junho e Outubro, com 2 frequências semanais operadas com aviões Airbus 320 de 178 lugares.

A história da Aegean em Portugal é relativamente curta, tendo-se iniciado há apenas 2 anos, com a introdução de voos diretos entre Atenas e Lisboa em moldes quase iguais aos que teremos no Porto este ano. A partir daí, e com o apoio da TAP, a companhia foi crescendo rapidamente ao ponto dessa rota ser agora operada todo o ano e com picos de até 6 voos semanais. Aliás, boa parte do estimulo recente na procura entre o Porto e a Grécia pode-se atribuir a essa operação, que graças à eficiência operacional da Aegean e às poupanças de tempo de voo relativamente a escalas no centro da Europa, permitiu introduzir no mercado tarifas muito mais atrativas a que a procura respondeu positivamente.

A partir do hub de Atenas, a companhia grega consegue ligar estes voos à sua extensa rede doméstica, para onde as alternativas são geralmente escassas e a preços pouco convidativos. Com apenas duas frequências semanais dificilmente se poderá pensar em outro tipo de ligações embora essas também sejam possíveis. Os horários facilitam, com os voos a saírem de Atenas ao final do dia e a chegarem à capital grega à primeira hora da manhã.

A Aegean é a 3ª companhia a anunciar inicio de operações no aeroporto do Porto em 2018, depois da Air Canada e da United, também elas parte da Star Alliance. Desta forma sobe para 8 o número de transportadoras membro desta aliança a operar no Porto, que com a atual programação contarão com uma oferta combinada próxima dos 4 milhões de lugares no AFSC em 2018.

A3_A320_SX-DVQ

Airbus 320 da Aegean com o esquema especial da Star Alliance. Foto tirada por Georgios Papagiannakis

Porto – Atenas
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
07 Jun. 14 Out. – – – 4 – – 7 00:30 06:20 A3 725 Airbus 320
Atenas – Porto
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
06 Jun. 13 Out. – – 3 – – 6 – 21:20 23:40 A3 724 Airbus 320

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais

 



Iberia introduz equipamento próprio na rota de Madrid a partir de Março
9 novembro 2017, 20:13
Filed under: Air Nostrum, Iberia, MAD, Madrid, Oneworld, OPO, Porto, Verão IATA S18

IB_B

Em conferência de imprensa organizada ontem no Porto, a Iberia anunciou o regresso com equipamento próprio à rota Porto-Madrid a partir de 25 de Março 2018. A programação indica voos em Airbus 319 com 141 lugares, mais 41 que os Bombardier CRK que a Air Nostrum utiliza atualmente. A maior dimensão dos aviões, aliada à maior eficiência operacional da Iberia permitirão mais espaço para a companhia ser mais agressiva comercialmente, nomeadamente no ponto-a-ponto e nas ligações europeias, estimulando a procura. Por outro lado, a frequência é reduzida de 29 voos semanais para 25. Sendo conservadores e ignorando possíveis trocas de equipamento pontuais, o crescimento no nº de lugares rondará os 22%.

Dentro da rede peninsular da companhia espanhola, a concessão da rota do Porto à Air Nostrum sempre foi uma excepção tendo em conta o elevado volume do mercado. A outra excepcionalidade da operação é a do AFSC ser o maior aeroporto peninsular e o maior mercado sem um night-stop da Iberia. Para se ter uma ideia, o 2º maior mercado sem este serviço seria Faro, que num ano inteiro tem tantos passageiros de/para Madrid como o Porto em 2 semanas, e o 3º seria Badajoz, que gera menos passageiros de/para Madrid num ano que o Porto numa semana. A introdução do serviço night-stop seria, portanto, o seguinte passo lógico.

À maior capacidade de transporte de passageiros, a introdução dos Airbus permite à Iberia transportar carga no porão, algo impossível nos Bombardier da Air Nostrum. Uma lacuna que tem sido preenchida com recurso a aviões cargueiros e aos chamados camiões-avião. No caso dos cargueiros, trata-se de um serviço que opera 4x por semana, com aviões Boeing 757F da DHL que fazem o percurso Londres Heathrow-Madrid-Porto-Londres Heathrow. Já no caso dos camiões, há 3 linhas existentes, uma com origem em Madrid e que alimenta diretamente a rede, e outras duas com origem em Vigo e Lisboa, que alimentam os voos da Iberia (e também da British Airways, no caso de Lisboa) existentes nesses aeroportos. Nada foi anunciado relativamente aos serviços de carga, mas é expectável o fim destes serviços terrestres em detrimento do avião.

Com este aumento, e considerando a programação atual da concorrência, a ligação Porto-Madrid deve ficar entre 650.000 e os 700.000 passageiros em 2018, o que seria suficiente para finalmente consolidar a rota como uma das principais da península e para tomar a liderança destacada das rotas entre o noroeste peninsular e a capital espanhola, tal como aconteceu recentemente com Barcelona e como pode acontecer brevemente com Valência. Casos importantes para demonstrar às companhias aéreas que rotas como Sevilha, Málaga, Alicante ou Bilbau a partir do Noroeste não devem estar mais centralizadas na Galiza, mas devem estar presentes a partir do Porto e provavelmente com uma operação reforçada.

IB_A319_EC-KKS

Airbus 319 da Iberia. Foto tirada por Carlö Dedöni

Porto – Madrid (Air Nostrum / Iberia)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
24 Mar. 1 2 3 4 5 6 7 08:05 10:15 IB 8721 Bombardier CRK
24 Mar. 1 2 3 4 5 6 7 12:15 14:25 IB 8727 Bombardier CRK
24 Mar. 1 2 3 4 5 6 7 16:25 18:35 IB 8729 Bombardier CRK
23 Mar. – – 3 4 5 – – 19:55 22:05 IB 8725 Bombardier CRK
26 Mar. 1 2 3 4 5 6 – 08:20 10:30 IB 3091 Airbus 319
25 Mar. 1 2 3 4 5 – 7 12:35 14:45 IB 3093 Airbus 319
25 Mar. 1 2 3 4 5 6 7 16:40 18:50 IB 3095 Airbus 319
25 Mar. 1 2 3 4 5 – 7 20:30 22:40 IB 3097 Airbus 319
Madrid – Porto (Air Nostrum / Iberia)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
24 Mar. 1 2 3 4 5 6 7 07:30 07:35 IB 8720 Bombardier CRK
24 Mar. 1 2 3 4 5 6 7 11:40 11:45 IB 8726 Bombardier CRK
24 Mar. 1 2 3 4 5 6 7 15:35 15:40 IB 8722 Bombardier CRK
23 Mar. – – 3 4 5 – – 19:20 19:25 IB 8730 Bombardier CRK
26 Mar. 1 2 3 4 5 6 – 07:30 07:40 IB 3090 Airbus 319
25 Mar. 1 2 3 4 5 – 7 11:45 11:55 IB 3092 Airbus 319
25 Mar. 1 2 3 4 5 6 7 15:50 16:00 IB 3094 Airbus 319
25 Mar. 1 2 3 4 5 – 7 19:40 19:50 IB 3096 Airbus 319

 

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

As horas são locais



Ryanair lança voos em conexão via Porto a partir de Janeiro 2018
8 novembro 2017, 15:37
Filed under: Inverno IATA W17, OPO, Porto, Ryanair, Verão IATA S18

FR_Bar

A Ryanair anunciou ontem que o Porto será o próximo da rede a oferecer voos em conexão. O serviço, ainda numa fase de teste, está apenas implementado nos aeroportos de Bergamo em Milão e de Fiumicino em Roma. A inclusão do Porto neste grupo não é por acaso: é a 3ª maior base ibérica da companhia, conta com uma rede doméstica forte e com uma média de frequências por rota superior à da rede Ryanair.

Contrariamente às companhias tradicionais, a Ryanair aplica um modelo de conexões simplificado de soma de segmentos, ou seja, o preço do voo em conexão é simplesmente o da soma do preço dos voos do itenerário. Aliado ao modelo tarifário “passivo” da companhia irlandesa, que optimiza os preços de forma a que os aviões tenham sempre >90% de ocupação média, o efeito esperado a curto prazo é o de um aumento de receitas/rentabilidade nas rotas com ligações. Crescimentos visiveis no número de passageiros são possíveis, mas a médio prazo: maior rentabilidade permite aumentar frequências, aumentando assim o efeito hub que por sua vez aumenta o leque de novas rotas potenciais e assim sucessivamente.

As regras de conexão não foram especificadas pela companhia, no entanto, é expectável que sigam o já existente em Itália: tempo mínimo de espera no aeroporto de 2h30 e máximo de 6h, excluindo-se conexões que envolvam pernoitar no aeroporto de escala e combinações que repliquem rotas diretas operadas pela Ryanair. Aplicando estas regras a uma semana típica da próxima temporada de Verão, com base na atual programação, o potencial máximo é superior a 200 combinações semanais. Na tabela abaixo recolhem-se essas possíveis combinações com origem/destino Faro, Lisboa, Ponta Delgada e Terceira, via Porto:

Continue lendo



Aeroporto do Porto recebe hoje charter para Tóquio
7 outubro 2017, 12:00
Filed under: All Nippon Airways, Charter, OPO, Porto, Star Alliance, Tóquio, TYO

NH_B

Não é hábito desta página escrever sobre voos charter, mas neste caso abre-se uma excepção pela importância e magnitude desta operação. O voo em questão é o NH 1976, direto entre o Porto e o aeroporto de Narita, em Tóquio, operado pela companhia japonesa All Nippon Airways (ou ANA). O voo, com duração estimada de 13h15min, será efetuado com um avião Boeing 777-300ER com capacidade para 264 passageiros: 8 em primeira classe, 52 em executiva, 24 em económica premium e 180 em económica. Sairá com mais de 90% dos lugares ocupados, estando este grupo em viagem por Portugal desde Sábado passado (a chegada fez-se por Lisboa)

Esta é uma 4 operações charter entre o Japão e Portugal que se se estrearam este ano, embora seja a única que toca o Porto e não apenas Lisboa. Estas operações são um teste à atractividade do mercado para a introdução de operações charter mais alargadas, começando já no Verão de 2018. Já vários países europeus, como o Reino Unido, França, Itália ou Espanha, recebem charters regulares deste tipo, não só do Japão, mas também de outros países asiáticos como a Coreia do Sul ou a China.

Desnecessário será descrever a importância para o aeroporto e para o turismo nacional conseguir materializar esta oportunidade, numa altura em que ainda estão frescas as chegadas da United e da Air Canada. Resta agora esperar pelo próximo ano para saber se o objetivo foi conseguido ou não.

NH_B77W_JA778A

NH1976 à saída do AFSC. Foto tirada por LapaG

Porto – Tóquio Narita (charter)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
07 Out. 07 Out. – – – – – 6 – 18:10 15:25 (+1) NH 1976 Boeing 77W

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

+1: Dia seguinte                          As horas são locais



Air Canada é a senhora que se segue no mercado Norte-americano
28 setembro 2017, 21:09
Filed under: Air Canada Rouge, OPO, Porto, Star Alliance, Toronto, Verão IATA S18, YYZ

AC_B

A Air Canada anunciou hoje a incorporação do Porto na sua rede de destinos diretos a partir de Toronto, utilizando a sua marca comercial Rouge. A ligação está prevista como sazonal, entre Junho e Outubro de 2017, com 4 frequências semanais (2ªf, 3ªf, 5ªf, Sab. a partir do Porto, 2ªf, 4ªf, 6ªf e Dom. a partir de Toronto) operadas em equipamento Boeing 767-300ER configurado com 282 lugares, dos quais 24 em classe premium e 258 em económica.

Toronto é já uma das rotas históricas do aeroporto, no entanto, foi quase sempre operada com poucas frequências e principalmente com poucas possibilidades de ligação após Toronto. A Air Transat, atual lider neste mercado, começou a explorar esse potencial há pouco tempo, ainda assim, com uma presença incomparável à que terá a Air Canada. A Azores Airlines, que também explora a ligação de forma direta, tem um acordo com a WestJet para esse efeito, mas com apenas 1 voo por semana resulta pouco atrativo. No total, em 2018, e caso não hajam mais alterações à programação, Porto-Toronto terá até 8 frequências semanais, Porto-Canadá até 10 voos diretos por semana e Porto-América do Norte até uns respeitáveis 19 voos semanais (quase 3 diários).

Tal como a United, a Air Canada faz parte da JV transatlântica A++, pelo que estes voos refletem um esforço comum de reforço da operação no Porto, que para além dos voos diretos destas duas companhias engloba ainda a extensa operação do Grupo Lufthansa no AFSC.

A maior companhia canadiana opera em Portugal exclusivamente com a marca Rouge, tendo iniciado o seu percurso em 2014 com voos entre Toronto e Lisboa com 3 frequências semanais. No ano passado essa operação atingiu este ano o voo diário, e para 2018 crescerá com a chegada ao Porto e o aumento da operação em Lisboa para incluir Montreal, o que dá algumas pistas de qual será a estratégia a adoptar para o Francisco Sá Carneiro no futuro.

AC_B76W_C-GHPE

Boeing 767-300ER da Air Canada Rouge. Foto tirada por Adelino Oliveira

Porto – Toronto (Air Canada Rouge)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
09 Jun. 27 Out. 1 2 – 4 – 6 – 12:20 15:20 AC 1959 Boeing 76W
Toronto – Porto (Air Canada Rouge)
De A Frequência Partida Chegada Nº voo Equipamento
08 Jun. 26 Out. 1 – 3 – 5 – 7 22:50 10:50 (+1) AC 1958 Boeing 76W

_________________________________________________________________

1-Segunda-feira    2-Terça-feira    3-Quarta-feira    4-Quinta-feira    5-Sexta-feira    6-Sábado    7- Domingo

+1: Dia seguinte                          As horas são locais